quinta-feira, 27 de outubro de 2011


Sabe como é não poder chorar mas ter vontade, sentir um bolo na garganta  só que não sentir nenhuma lágrima cair dos seus olhos, você já sentiu isso ? Sabe qual é o nome disso ? Eu sei, isso se chama amor, essa droga que quando eu era menor sonhava em sentir, sonhava em sentir borboletas em meu estômago - como todos diziam que um dia eu iria sentir -, ao ver a pessoa que eu amasse, sonhava em ouvir dessa pessoa me amava também… Anos se passaram e sabe o que eu tenho vontade de sentir neste momento? Nada, sim eu não queria sentir mais nada, me arrependo de um dia ter dito que queria amar, me arrependo do dia que disse que queria sentir borboletas em meu estômago, me arrependo de ter encontrado alguém que dissesse que me amava, pois hoje eu não sinto mais borboletas em meu estômago, eu sinto a dor em meu coração de ter amado e ter sido machucada por esse amor, as cicatrizes ficaram marcadas em mim… E por Deus como isso dói, me corrói por dentro, me faz às vezes ter vontade de fechar os olhos e não abri-los novamente, o amor que eu pensava que era doce, descobri que era amargo, descobri que posso ter um momento feliz, mais os outros irão ser tristes, porque a vida e o amor são assim, andam de mãos dadas, não são justas, fazem de tudo pra te derrubar, hoje eu estou juntando os caquinhos do meu coração pra amanhã levantar a cabeça, esconder as lágrimas, colocar minhas máscara de felicidade e seguir em frente, como se nada tivesse acontecido, é o que já está virando rotina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário